Consultoria

IPSS, Estratégia e COVID-19

 

Os gestores das instituições particulares de solidariedade social portuguesas lutam há décadas com um enorme desafio:

 

Como vamos conseguir que a nossa instituição melhore o cumprimento da missão, gerindo recursos limitados em praticamente todas as áreas, com destaque evidente para a carência de recursos financeiros?

 

Trata-se de um problema difícil que as IPSS enfrentam desde sempre na sua gestão diária: ter de conciliar a missão de prestar serviços sociais de qualidade aos seus clientes com uma gestão rigorosa de recursos escassos.

 

Era assim no início de março de 2020, quando a Organização Mundial de Saúde declarou o COVID-19 como situação de pandemia. Desde então, tudo se agravou ainda mais para as IPSS, como é do conhecimento público. A quebra de receitas originada pelo encerramento de diversos equipamentos sociais agudizou as dificuldades financeiras. A necessidade de proteger trabalhadores e utentes criou gastos adicionais. Instalou-se nas instituições um clima de enorme incerteza que afetou as condições de trabalho. Todavia, as IPSS não baixaram os braços e integraram, desde o primeiro momento, o pelotão constituído por diversas organizações, públicas e privadas, e também por grupos profissionais, mais tarde considerados heróis, que têm continuado a enfrentar a pandemia.

Não estão ainda quantificados os efeitos causados nas IPSS pela pandemia. Também não se sabe quanto tempo irá durar esta situação de crise e quais os impactos futuros. Todavia, no meio de tantas incertezas, talvez existam algumas certezas:

 

1) as IPSS não vão querer deixar de servir os seus utentes e comunidades, uma prática que mantêm há séculos;

2) para o conseguir, as IPSS terão de inovar, transformar e reinventar-se;

3) esta reinvenção poderá exigir que as IPSS desenvolvam novas formas de gerir as suas estratégias. Antecipa-se a necessidade de reforçarem o alinhamento entre as prioridades estratégicas e as operações diárias nas várias respostas sociais, tudo isto em ciclos cada vez mais curtos e perante diferentes cenários.

 

No webinar - “Gestão estratégica das organizações no pós-pandemia” - realizado no dia 20/07/2020, a convite da Biblioteca da Universidade do Algarve, abordei alguns instrumentos e metodologias de gestão estratégica que as organizações em geral – empresas, entidades sem fins lucrativos e até serviços públicos – poderão querer utilizar para facilitar a execução das suas estratégias, nesta época difícil que todas atravessam, sem terem um fim à vista. A minha apresentação nesse webinar foi estruturada pensando sobretudo nas pequenas e médias organizações, aquelas que possuem menos recursos. A maior parte das IPSS portuguesas integra o grupo das organizações de pequena e média dimensão. Nessa medida, socorri-me de instrumentos de gestão simples e bastante conhecidos, para mostrar a sua aplicabilidade no apoio à reinvenção das IPSS nos tempos que se avizinham. A apresentação fica aqui disponível em PDF e poderá ser descarregada.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Descarregue aqui a apresentação:

https://drive.google.com/file/d/1M5BupXe4APv0-isSSF6KuJYF4L5J0IbE/view?usp=s

 

 

 

 

 

Clientes e Parceiros

 

 

 

 

 

Testemunhos

 

 

“O trabalho de consultoria de gestão, que Francisco Pinto desenvolve na SCMVRSA há muitos anos, representa uma grande mais-valia para a nossa instituição. A sua experiência, formação académica, dedicação e proximidade que mantém com as equipas, ajudam-nos a transformar problemas difíceis em soluções fáceis.”

 

Joaquim Aguiã, provedor da Santa Casa da Misericórdia de Vila Real de Santo António

 

 

“Francisco Pinto presta serviços de consultoria de gestão à SCM Tavira há mais de vinte anos. Conhece muito bem o setor das IPSS onde possui grande experiência, à qual junta um invejável curriculum académico. A paixão em ajudar a nossa instituição e a disponibilidade total que revela, transformaram-no num membro permanente da equipa SCMT.”


Pedro Nascimento, provedor da Santa Casa da Misericórdia de Tavira

 

 

“Conheço o doutor Francisco Pinto há mais de três décadas. Estive no lançamento do seu livro “Balanced Scorecard” em 2007. Como técnico e dirigente na AP fez um percurso profissional sempre ascendente, enquanto reforçava a sua formação académica. O apoio de consultoria que Francisco Pinto continua a dar à SCM Olhão tem um valor muito elevado, que todos reconhecemos.”


António Guita, provedor da Santa Casa da Misericórdia de Olhão

 

 

“Tinha acabado de tomar posse como presidente da Associação e sabia que existiam vários desalinhamentos internos. Quando me reunia com os colegas de direção, conseguíamos descrever os problemas, mas raramente se identificavam as causas. Foi-me então recomendado o trabalho do doutor Francisco Pinto. O resultado que produziu foi excelente: um relatório escrito contendo um diagnóstico muito claro, acompanhado por uma apresentação oral a todos os membros da direção e chefias intermédias. Finalmente percebemos quais eram as causas.”


Maria do Carmo Martins, presidente da Associação O Pontão

 

 

O colega Francisco Pinto colabora há muitos anos com a ESGHT, como professor convidado, integrando a equipa responsável pela disciplina de gestão estratégica nos mestrados em Direção Hoteleira, Turismo e Gestão de Recursos Humanos. A sua participação está direcionada para a ferramenta estratégica Balanced Scorecard, na qual tem grande experiência e extensa bibliografia publicada. O Francisco trabalha bem em equipa e estabelece relações de proximidade, não só com colegas, mas também com os alunos, que têm assinalado essa forma de estar. A sua colaboração representa uma mais-valia para alunos e colegas pois, para além do contributo dado com o seu conhecimento, partilha connosco importantes valores sociais e humanos.

 

Alexandra Gonçalves, diretora da Escola Superior de Gestão, Hotelaria e Turismo - UALG

 

 

 

“As IPSS sediadas no Algarve desempenham um papel muito importante na vida das pessoas, quer sejam residentes habituais, quer estejam de passagem pela região.  Por várias razões. A mais óbvia será, sem dúvida, os vários tipos de apoio social que prestam à comunidade e que são típicos da sua missão. Acresce que, sendo o Algarve uma região onde quase tudo é influenciado pela sazonalidade, o papel de grande empregador desempenhado pelas IPSS assume uma função digna de destaque. Estas instituições não fecham na época baixa, trabalham todo ano. Todas as IPSS têm estratégias e vão ter de as gerir, com grande cuidado, num futuro próximo. Deixo estas notas para concluir dizendo que acredito que o trabalho de consultoria de gestão disponibilizado pelo professor Francisco Pinto será útil e muito bem recebido nas IPSS algarvias.


José Carreiro, presidente da União das IPSS Algarve (URIPSSS)

 

 

 

Conheci o Francisco Pinto em 2007, aquando de uma reunião agendada para tratar da publicação de um livro de sua autoria (Balanced Scorecard para os serviços públicos). Fiquei extremamente bem impressionado pelo poder expositivo e argumentativo do Francisco na explanação e defesa dos seus manuscritos, pelo que, pouco tempo depois o seu livro seria publicado. O tema não era muito promissor em termos de vendas, tendo em conta a dimensão do mercado português, mas, surpresa, esgotou a primeira edição, tendo de ser feita uma reimpressão passado pouco tempo (tendo-se vendido cerca de 2500 exemplares). Estes números não estão ao alcance de todos e foi, com toda a certeza, a qualidade e a excelência dos conteúdos que garantiram este sucesso. E este é o melhor prémio que um autor pode receber, ou seja, ver o seu trabalho reconhecido pelos destinatários do seu livro. Depois iniciámos uma amizade, que ainda hoje se mantém, e onde transparece sempre a empatia que o Francisco tem para aqueles que o rodeiam. Acredito que, em termos profissionais, mantenha a mesma postura, sendo que todos aqueles que recorram aos seus serviços podem ter a certeza de que o Francisco fará seus os desafios dos seus clientes e deixará a camisa, se necessário for, para entregar as soluções para os problemas que lhe coloquem.


Manuel Robalo, editor de Edições Sílabo

 

 

 

 

 

 

Desenvolvido por: Creoconcept.com | MyCsite.com v4 - Crie a sua loja online | Sitemap